Trilha do Tigre Preto

PARQUE NACIONA DA SERRA GERAL
Trilha no interior do Cânion Fortaleza
Com mais de 8.200 mt de extensão
Com paredes de mais de 1.000 mt de profundidade
Trilha do Tigre Preto
Iniciamos nossa aventura no maior cânion do Parque Nacional da Serra Geral, e nosso destino é a Comunidade do Tigre Preto, na cidade Jacinto Machado – SC, com o total de 85 km de distância de Cambará do Sul, com duração de 2 hora e 30 minutos, descendo a Serra do Faxinalzinho, em estrada não pavimentada em condições precárias de conservação, sendo 15 km de serra sinuosa, e no percurso paramos em alguns mirantes para avistar e contemplar a lateral do Cânion do Malacara, o Cânion dos Índios Coroados e Cânion do Molha Coco, estes no Parque Nacional da Serra Geral. Continuamos a descida da serra por estradas antigas da região, passando pela bela cidade de Praia Grande – SC até a cidade de Jacinto Machado – SC, seguimos mais 18 km até a comunidade de Tigre Preto, interior o município.
Trilha do Tigre Preto
Iniciamos nossa caminhada no interior do Cânion Fortaleza, com uma média de 15 travessias no rio em nossa ida e, em alguns pontos, variando a travessia com agua até no joelho ou na cintura, com pedras de tamanhos variados, e 15 travessias em nossa volta, com total de 10 km de percurso, sendo 5 km de ida e 5 km de volta, com uma média de 8 horas de duração de nível médio e difícil.
Em nossa caminhada passamos pelas encostas do Cânion e por uma incrível e intocada Mata Atlântica do seu interior, em todo o percurso caminhamos pela sua mata ciliar e pelo leito do Rio da Pedra, rio que corro no interior da Cânion da Fortaleza com diversos banhos de rio, banhos de piscinas naturais, banhos de cachoeira em suas águas cristalinas, que refrescam os aventureiros e saciam nossa sede de aventura. Avistando os paredões gigantescos, se esconde belezas e experiências incríveis, sendo uma vista imponente como uma fortaleza daí o nome do Cânion da Fortaleza.
O final do percurso do percurso de ida, no Poço do Beija-Flor, onde paramos para contemplar o visual de perder o folego e para um delicioso lanche de trilha.
Iniciamos a volta por trilhas em meio à Mata Atlântica, onde se podem encontrar diversas espécies de plantas e animais, passando por estradas antigas, com subidas e descidas e algumas com lama em alguns pontos.
Trilha do Tigre Preto
Esta trilha conta com acompanhamento do condutor de turismo de aventura que, com sua experiência e conhecimento, nos leva aos melhores pontos para visualizar e fotografar o Cânion, onde ele explica e sensibiliza sobre a Geologia e formação dos Cânions, sobre a Fauna e mostrando a Flora da região, como também as Histórias e a Cultura Local.
Após o término da trilha, retornamos à cidade de Cambará do Sul em aproximadamente 2 hora 30 minutos, com direito a parada em quiosques na beira da Serra do Faxinalzinho para um delicioso café campeiro, com sucos, caldo de cana e um incrível pastel feito na hora.
Foto 4